RECEITA DE CUECA VIRADA SEM GLÚTEN SEM LACTOSE

4 semanas atrás escrito por

A receita de cueca virada é uma daquelas que me traz as melhores memórias da infância, eu sempre fui apaixonada pela receita e precisei procurar a versão original da minha família para transformá-la em uma receita de cueca virada sem glúten e sem leite.

Talvez você conheça a receita de cueca virada como orelha de gato, calça virada, cavaco, grostoli ou até outros nomes, eu sei, são muitos nomes para a mesma receita, mas o resultado final é o mesmo: um delicioso biscoito frito com açúcar e canela 🙂

Receita de orelha de gato, cueca virada, grostoli sem glúten e sem lactose

 

RECEITA DE CUECA VIRADA ORIGINAL

Pra criar esta receita de cueca virada sem glúten precisei vasculhar o livro de receitas da minha mãe.  Quando quero transformar uma receita tradicional em uma receita sem glúten eu sempre gosto de conferir como ela é feita originalmente e aí sim transformá-la em sem glúten e sem leite.

Como a receita original era enorme em meu primeiro teste dividi ela ao meio e mesmo assim rendeu tanta cueca virada que no meu segundo teste fiz apenas 1/3 da receita.

A receita original era com 6 ovos, mas esta versão da receita de cueca virada sem glúten usa apenas 1 ovo e mesmo assim rende 26 unidades. Sugiro que comece testando minha versão com apenas 1 ovo e depois se quiser um maior rendimento, dobre a receita.

Confira abaixo a foto do caderno de receitas onde me inspirei para criar esta receita de cueca virada sem glúten e sem lactose:

Receita de cueca virada original com farinha de trigo

Receita de cueca/calça virada original com farinha de trigo

RECEITA DE CUECA VIRADA SEM GLÚTEN E SEM LACTOSE ADAPTADA

Sempre que vou adaptar uma receita com farinha de trigo eu primeiro penso sobre a estrutura final da receita original.

O glúten é muito poderoso e permite uma grande flexibilidade da massa, por isso eu sabia que nesta receita a goma xantana era fundamental.

Eu costumo dizer que a goma xantana é tipo uma cola que mantém as farinhas sem glúten estáveis e confere mais elasticidade para as receitas.

Como esta é uma receita que você precisa fazer uma dobra além da goma xantana escolhi trabalhar com a fécula de batata. A fécula de batata confere uma liga mais forte pra receita, ou seja, uma massa mais flexível e estável.

Para deixar a receita mais sequinha e estruturada escolhi como segunda farinha sem glúten da receita a farinha de arroz, que absorve pouca gordura, tem sabor neutro e combina muito bem com a fécula de batata.

E todas estas explicações é pra te contar que nesta receita eu sugiro que você não faça substituições. Eu sei que por aqui você encontra muitas dicas de substituição de ingredientes, mas nesta receita você pode estragar tudo se decidir substituir os ingredientes.

Como mencionei acima cada ingrediente está fazendo uma função na receita de cueca virada, por isso se você quiser acertar de primeira siga a receita à risca.

 

Cueca virada receita com farinha de arroz e fécula de batata. Fica sequinha, crocante e é simples de preparar!

APRENDA A METODOLOGIA QUE EU UTILIZO PARA SUBSTITUIR A FARINHA DE TRIGO DAS MINHAS RECEITAS

Muitas pessoas se apaixonam por minhas receitas porque elas realmente funcionam, mas o que muitas pessoas não sabem é que existe uma lógica por trás de cada escolha que faço na hora que estou criando uma receita nova.

Quando começamos a cozinhar sem glúten realmente é uma grande confusão, são muitas farinhas e as vezes queremos usar aquelas que temos em casa pra fazer determinada receita.

Não sei você, mas eu já errei muito! E não foi por falta de pesquisa, porque vasculhei a Internet toda pra conseguir achar uma explicação lógica que me explicasse os porquês das farinhas sem glúten. Achei muitas informações duplicadas e que pela minha experiência sabia estavam erradas.

Por isso decidi transformar minha cozinha em meu laboratório e criei a minha própria metodologia. Esta metodologia foi testada, aprovada e que realmente funciona! Eu uso ela em todas as minhas receitas.

Pra facilitar sua vida eu criei um super atalho, você não precisa mais errar como eu errei para conseguir fazer as melhores substituições. Eu criei um curso online exclusivo que vai te ensinar:

  • Como substituir a farinha de trigo das receitas tradicionais,
  • Como cada uma das 23 farinhas absorvem a água,
  • Criar um MIX exclusivo de farinhas sem glúten pra você fazer em casa,
  • Como substituir e combinar as farinhas sem erros e muitas dicas e bônus especiais que irão te ajudar a criar suas próprias receitas sem glúten.

Se você tem interesse em aprender mais sobre as farinhas sem glúten eu convido você a conferir meu Curso Online – Dominando as Farinhas Sem Glúten: curso-farinhas-sem-glúten-

CURSO-FARINHAS-SEM-GLUTEN

 

Será um prazer ensinar pra você como substituir farinha de trigo das receitas tradicionais e eu tenho certeza que você vai economizar tempo e dinheiro com receitas que não funcionam.

RECEITA DE CUECA VIRADA SEQUINHA E CROCANTE

Uma dica que mantive da receita original é adicionar cachaça na massa, minha mãe sempre fala que quando você coloca cachaça na massa ela não puxa tanta gordura. Se você não tiver cachaça em casa li que você pode substitui-la por vinagre, mas nunca testei esta dica.

Para que a receita de cueca virada fique mais crocante você deve abrir a massa bem fininha, aproximadamente 2 mm de espessura e assim que ela esfriar por completo deve armazenar em um vidro bem fechado para evitar que fique murcha.

A massa vai dar uma estufadinha por causa do fermento, mas ela é mais crocante do que fofa.

Receita de orelha de gato com cachaça sequinha e crocante de padaria

Imprimir
Cueca virada receita com farinha de arroz e fécula de batata. Fica sequinha, crocante e é simples de preparar!

RECEITA DE CUECA VIRADA


  • Autora: Chef Susan Martha
  • Tempo de preparo: 15 minutos
  • Tempo de cozimento: 30 minutos
  • Tempo Total: 45 minutos
  • Rendimento: 26 unidades
  • Categoria: Biscoitos
  • Métodos: Fritura por imersão
  • Cozinha: Sem Glúten

Descrição

Esta receita de cueca virada sem glúten e sem lactose é simples de preparar e fica crocante e sequinha. Agrada as crianças e é perfeita com um cafezinho!


Ingredientes

INGREDIENTES SECOS:

  • 3/4 xícara de farinha de arroz (100 gramas)
  • 1/2 xícara de fécula de batata (100 gramas)
  • 1/2 colher de chá de goma xantana
  • 1 colher de chá de fermento em pó (5 gramas – misture apenas no final)

INGREDIENTES MOLHADOS:

  • 1 ovo pequeno (se estiver grande confira as observações abaixo)
  • 1/3 xícara de açúcar demerara ou refinado (80 gramas)
  • Pitada de sal
  • Raspas de um limão (opcional)
  • 1/2 colher de sopa de cachaça (opcional)
  • 2 colheres de sopa de leite de coco (confira notas abaixo se quiser usar água)

PARA POLVILHAR:

  • 2 colheres de sopa de açúcar refinado (30 gramas)
  • 1/2 colher de chá de canela em pó

Modo de Preparo

  1. Misture todos os ingredientes secos em uma bacia, menos o fermento em pó.
  2. Misture todos os ingredientes molhados em uma outra bacia até formar uma mistura homogênea.
  3. Adicione os ingredientes secos aos ingredientes molhados aos poucos, mexa primeiro com uma colher de pau e depois que a massa ficar pesada utilize as mãos. Talvez você precise usar todo o mix de farinhas, talvez não, se utilizar todo na massa confira as dicas nas notas abaixo.
  4. Quando a massa não grudar mais nas mãos adicione o fermento em pó e mexa novamente até incorporá-lo na massa. A textura da massa é macia, flexível e modelável, se ela ainda estiver grudenta após a incorporação do mix de farinhas confira as notas abaixo.
  5. Polvilhe o que sobrou do mix de farinhas sobre uma bancada limpa e seca (se não sobrou confira as dicas abaixo). Pegue metade da massa e polvilhe um pouco mais do mix de farinhas por cima e abra a massa com um rolo na espessura de 2 mm.
  6. Tente abrir a massa em um formato retangular de aproximadamente 40 x 20 cm. Com uma faca ou um cortador de pizza faça tiras com aproximadamente 2 dedos de largura e depois corte a massa ao meio no comprimento (confira o vídeo demonstrativo).
  7. Faça um corte bem no centro de cada retângulo para conseguir fazer a dobra da cueca virada. Para dobrar basta pegar uma das pontas e passar uma vez por dentro do corte (confira o vídeo demonstrativo).
  8. Frite em fogo médio em uma panela com bastante óleo (usei o de girassol). Não lote a panela para que a massa não grude. Quando um dos lados estiver dourado vire a massa para fritar do outro lado.
  9. Escorra o excesso de gordura em um papel absorvente e depois passe no açúcar com canela. A cueca virada precisa estar quente para que o açúcar grude nela.
  10. Deixe esfriar por completo e depois armazene em um vidro limpo, seco e bem fechado por até 10 dias.

Notas

  • Se o ovo estiver grande e você precisar mais do que a quantidade de farinha indicada para dar o ponto na massa, misture em uma travessa mais 1/4 de xícara de farinha de arroz com 2 colheres de sopa de fécula de batata e 1/4 de colher de chá de goma xantana. Se sobrar farinha guarde em um pote e use para fazer uma receita de panqueca, clique aqui para ver a receita!
  • Se quiser usar água no lugar do leite de coco adicione 1 colher de sopa de óleo na massa.
  • Você pode aromatizar a massa com 1 colher de chá de essência de baunilha.
  • Você pode fritar a massa da receita de cueca virada em óleo de coco, banha ou qualquer outro óleo da sua preferência.
  • Esta receita não deve ser assada porque fica super seca e nada agradável.
  • Não substitua os ingredientes para garantir que a receita funcione já na primeira tentativa.
  • Não frite a massa em óleo muito quente, precisa ser uma temperatura média. Se aquecer demais desligue ou baixe o fogo e se estiver demorando muito pra fritar aumente um pouco o fogo.

Informações Nutricionais

  • Rendimento em Porções: 26
  • Calorias: 53
  • Açúcares: 4,3 gramas
  • Sódio: 0%
  • Gorduras Totais: 0,8 gramas
  • Gorduras Saturadas: 0,2 gramas
  • Gorduras Insaturadas: 0,2 gramas
  • Gorduras Trans: 0%
  • Carboidratos: 4%
  • Fibras: 1%
  • Proteínas: 1%
  • Colesterol: 2%

Receita de cueca virada, orelha de gato, grostoli, cavaco sem glúten, sem leite que fica crocante e sequinho

E SE EU NÃO COMER FRITURA, POSSO ASSAR A RECEITA DE CUECA VIRADA NO FORNO?

Infelizmente não! Como eu sabia que muitas pessoas iam me perguntar isso decidi testar uma parte da massa assada no forno e ficou horrível! Sério, se você não pode consumir fritura melhor não testar esta receita.

Esta receita de cueca virada é muito seca, ou seja, quando você assa ela no forno fica mais seca ainda e difícil de engolir.

Quando a massa é frita por imersão (em muita gordura) ela acaba absorvendo um pouco deste óleo e este óleo extra essencial para atingir a textura perfeita, mas não se preocupe que a massa puxa pouco óleo.

Eu não costumo consumir fritura aqui em casa, mas acho que vale a pena quando comer uma receita gostosa de vez em quando e claro, não precisa comer tudo sozinho, compartilhe com os amigos e com sua família e divida as calorias 😉

Receita de cuequinha virada crocante com farinha de arroz sem glúten e sem leite

DICAS DE CONSERVAÇÃO E ARMAZENAMENTO DA RECEITA DE CUECA VIRADA

Para que a receita permaneça crocante por mais tempo é muito importante que assim que a massa esfriar você coloque-a em um vidro limpo e seco. Eu gosto de colocar um plástico na tampa pra garantir que não entre umidade no vidro.

Quando a massa da receita de cueca virada ainda está quente ela é um pouco mais macia, mas assim que esfria fica crocante.

Você pode conservar esta receita por aproximadamente 10 dias fora da geladeira em um vidro bem fechado.

CONFIRA OUTRAS SUGESTÕES DE RECEITAS SEM GLÚTEN E SEM LEITE PARA O LANCHE

Receita de bolinho de chuva sequinho com banana, água, sem glúten e sem lactose

Receita de Biscoito de Polvilho azedo assado sem leite super simples de preparar

Docinho fit fácil e rápido sem lactose com ingredientes naturais

Espero que você tenha gostado desta receita de Cueca Virada o e se tiver dúvidas ou sugestões é só deixar um comentário abaixo.

Quando você fizer esta receita em casa você pode bater uma foto e me enviar pelo Facebook ou pelo Instagram no @amorpelacomida pra que a gente possa conversar sobre a sua criação!

Para aprender a dominar as Farinhas Sem Glúten e aprender como substituir a farinha de trigo das receitas clique aqui!

Para conferir 10 receitas exclusivas de pães modeláveis que funcionam confira meu Curso de Pães Artesanais Sem glúten clicando aqui!

Ah, e se você ainda não é inscrito no Amor Pela Comida no YouTube inscreva-se e fique sempre por dentro das novidades!

 

Gostou da receita? Comente usando o Facebook

comentários

Receitas por categorias:
Biscoitos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Menu Principal